quarta-feira, 27 de abril de 2011

Perfis e comportamento no ambiente de trabalho


No ambiente de trabalho convivemos com perfis variados, há aqueles mais alegres, outros apáticos, os que seguem as regras criteriosamente e aqueles que estão sempre buscando uma desculpa para não trabalhar, enfim, há uma grande diversidade. E será que existe o perfil ideal? Podemos ter várias respostas diferentes para esse questionamento, afinal estamos falando de pessoas e ninguém vai agradar todo mundo. Sendo assim, o importante dentro desse contexto é descobrir os pontos fortes e fracos de determinado colaborador e encaixá-lo no cargo mais adequado conforme suas características. Por exemplo, o Zé é muito receptivo e alegre, e tem o João que é excelente em contas e organizado, supondo que os dois possuem a mesma formação, qual seria o mais indicado a trabalhar, por exemplo, dentro do setor de  Recursos Humanos em contato com os funcionários, e o que ficaria com  a folha de pagamento? Fácil né?!  Fazendo essa avaliação dos perfis, podemos aproveitar muito melhor os funcionários e em consequência disso, ter um ambiente de trabalho mais agradável. Dessa maneira, pode-se concluir através desta breve explanação, que o perfil ideal depende da função que está sendo exercida. 
Quando falamos em perfis, além da formação, incluímos também comportamento, perfil ideal, comportamento ideal, sobre o qual já discutimos. Mas e quais seriam os comportamentos mais insuportáveis dentro do ambiente de trabalho?  De acordo com uma  matéria da Redação do IG, divididos em  10 tipos, são eles: o injustiçado, o falso bonzinho, a fofoqueira incorrigível, o puxa-saco bajulador, o oversharing, o carreirista espertinho, a ultra sexy, o galã oficial, o piadista sem graça e a matraca solta. Vou descrever de maneira sucinta cada um:

O Injustiçado

“Eles não gostam de mim"

Tem certeza que os chefes o perseguem – e percebe isso em cada olhar ou comentário. Passa muito tempo “alugando” os colegas com as suas lamentações. É extremamente sentimental e não tem foco no trabalho. Geralmente deixa a desejar profissionalmente, mas, mesmo assim, jura que é muito competente. (Conheço um desse jeito...hahahahaah...)

Falso Bonzinho

"Essa é a equipe mais bonita do prédio"

Parece um anjo à primeira vista. Cordial, faz questão de estabelecer boas relações com todos os níveis hierárquicos. Cedo ou tarde você ficará sabendo de intrigas pesadas feitas pelas costas envolvendo o seu nome. Ele vai negar tudo e sair pela tangente. Mas não se engane, mês que vem tem mais!

Fofoqueira incorrigível

Ela parece um radar: está sempre por dentro de tudo que acontece na vida dos outros funcionários e, por isso, não dedica muito tempo ao trabalho. Tende a envolver as pessoas em suas falações e pequenas maldades. Critica a roupa e cabelo das colegas, mas no fundo inveja cada centímetro. (Gente, porque está no feminino?Pensam que é só mulher que faz fofoca?!?! Convivo há anos somente com os homens no ambiente de trabalho...rs )

Puxa saco

"Seu corte de cabelo está incrível"

É um clássico no mundo corporativo. Em suas relações, classifica as pessoas por cargos – e o mais humilde não costuma receber atenção. Está sempre pronto para elogiar o chefe, mesmo que sutilmente, e extrai dessa prática a segurança que precisa para continuar empregado.

Oversharing

"Alguém tem remédio para prisão de ventre?"

Ela (ou ele) fica falando de coisas que ninguém realmente quer saber – e normalmente num tom de voz que os obriga a isso. Usa o telefone da empresa para discutir com a madrinha, com o atendente da TV a cabo ou com a amiga que insiste em ficar com aquele cara que não a merece.

Carreirista

"Veja os meus projetos"

Está no jogo para ganhar. Ser bem sucedido é quase uma obsessão. Fala o que os chefes gostam de ouvir e não pensa duas vezes ao passar a perna em alguém. Costuma ser competente em suas funções, mas extremamente desleal com os colegas.

Ultrasexy

 “Eu já fui modelo”

Ela “dá mole” para os caras, mas se faz de sonsa e desentendida se algum deles reage. No escritório, todo mundo percebe a paquera com o colega: risadinhas, brincadeiras de mão e outras práticas irritantes dominam o ambiente. Tem certeza que é a garota mais desejada da empresa, e tenta tirar algum benefício disso. (Ah esse tipo aqui tem várias, hahahaha, os meninos da Informática adoram!!!)

Galã Oficial

“Cheguei, garotas!"

Ele não anda pelo corredor, desfila. Não cumprimenta as colegas, joga beijos e piscadinhas. Conta vantagens na hora do almoço para os outros homens e, muitas vezes, mente descaradamente sobre “aquela gata da academia” que nunca existiu.

Matraca Solta

“Isso me lembra uma história ótima"

Ela não para de falar e tende a ser inconveniente. Faz comentários (geralmente dispensáveis) sobre tudo e atrapalha a concentração dos colegas que querem trabalhar. Em reuniões, os chefes chamam sua atenção por estabelecer conversas paralelas.

Piadista

"Entenderam o trocadilho?"

Não fez curso de palhaço, mas quer sempre ser o mais divertido. Tenta copiar o colega engraçado de verdade, que tem timing e boas sacadas, mas nunca consegue. O problema? Ele continua insistindo e torrando a paciência dos colegas com suas piadas tolas.
-----


É quase impossível  ler esse texto dos comportamentos insuportáveis e não ir encaixando nossos colegas, chega a ser divertido, mas eu particularmente, não conheço ninguém  "plenamente" conforme as descrições., mas com alguma característica ou outra. O texto na íntegra explicando inclusive como se defender desses tipos você encontra no site http://delas.ig.com.br/ na opção Comportamento.

Um abraço a todos.

Att.



Renata Cantanhêde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário